E eis que meu romance avança. E me enreda. Se me perguntarem, direi que sei, direi que um dia saberei. Por enquanto é só ensaio, processo de engatinhar no chão gelado. Quando fico nos dois pés ainda não é firme. Mas insisto mesmo, por afrontamento do desejo, como dizia Ana C, insisto na maldade de…

Em que dialeto, meu Deus?

Não havia outra razão para que ela estivesse ali, esquadrinhando meu rosto em busca de diferenças. Eu, sim, olhava para ela com espanto. Era pequena, morena e estava grávida de um homem que acabara de morrer. Pequena flor, como no conto de Clarice Lispector. E tão perto do meu coração selvagem que tudo em volta…