anomalia nos pés

falar algo bem íntimo
mostrar os dedos tudo
para que não diga sim
nada importa agora
amar suave anomalia
o mundo é dos feios
parar ouvir fantasmas
olhar seus seios
tv ligada no máximo
tão perfeitos esses
personagens eram
calar algo bem íntimo
qualquer palavra sã
que diga se sinto
mesmo se é preciso
navegar se basta
espiar barcos partindo
se hoje me perco e peco
por esperar o erro
se amanhã será lindo

Poeminha chato, imperfeito, cutucando o juízo, ainda disforme, sem ponto e vírgula.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. “é germen que faz a palma, é chuva que faz o mar”.
    Tem KB no Leitora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s