Ouvindo Hard Woman, uma de minhas músicas prediletas. Bem que tentei entrar no twitter a sério hoje, mas aquilo parece um diálogo entre surdos. Saio rapidinho após três frases. Volto às canções. Mudo mais uma vez o visual do blog. Cutuco a angústia com vara curta. Um poema sobre casas não sai do primeiro verso. Passeio por infovias desertas. Olho a estante, de onde Virginia Woolf me espia a caminho dor rio. Sei que podia fazer você feliz. A leitura do poema de Mario Faustino não sai da cabeça, absurda como tudo esta semana. Reencontro Ana Cristina Cesar, e vou relendo lentamente os poemas de A Teus Pés.

Anúncios