imagem

Uma dançarina não dura
mais que um verão.

Quando março chega,
e um único dia é das mulheres,
todas as águas fecham-se
numa muralha intransponível.

Então as dançarinas murcham,
pétalas caem de seus talos,
seus pés adormecem, e elas
ficam quietas feito flores doentes.

As dançarinas aguardam,
em vasos que as guardam,
mui delicademente,
a primavera.

Anúncios