Fui ver Maria Sampaio ontem, mesmo morta de vergonha. Mas ela logo me pôs à vontade. E Brigitte me recebeu com festa, como se me conhecesse há anos. Saí de lá com um disquete com 43 imagens, para escolher uma para a capa do novo livro, e um exemplar autografado de “Rosália Roseiral”. Vou começar a ler hoje.

Anúncios