Esperança

Sempre que pousava
uma esperança perto
– e éramos crianças –
ela parecia um dinossauro
verde. Pai e mãe advertiam,
se queríamos machuca-lo,
na crueldade da infância:
“Veja, filho, é um inseto
que só traz bons presságios”.
E mesmo nem desconfiando
o que fossem bons presságios,
a gente ficava olhando
aquele alvo fácil
de apertar entre as mãos.
Só adultos, entendemos
a fragilidade da esperança.

Anúncios

6 comentários Adicione o seu

  1. aeronauta disse:

    Poema que me trouxe a esperança – para começar a quinta-feira e para continuar acreditando na poesia. Belo demais.
    Belos são seus textos e versos, Aeronauta. Não canso de ler. Toda hora mudo o meu predileto. Atualmente, é o do retorno à casa.

  2. Como viver o mundo
    em termos de esperança?
    E que palavra é essa
    que a vida não alcança?
    Carlos Drummond de Andrade, no poema “Viver”, de As impurezas do branco.

    Adorei seu poema.
    Gerana, vamos marcar um doce antes da primeira sexta de novembro?

  3. Érica disse:

    Tão lindo. Esperança sempre viva! Beijão.
    Sim, sempre!

  4. blag disse:

    Que bonito. Só esses versos, tão verdes, pra desanuviar um pouco. Também tenho reverência até hoje por esse bichinho.
    Nilson, leia o comentário de Marcus. Concordo com ele.

  5. Ari Coelho disse:

    Deveria estar inscrito na embalagem: “Esse lado para cima. CUIDADO – FRÁGIL.
    Na nossa embalagem, inclusive, né Ari? Na minha, pelo menos. BJ

  6. katherine disse:

    adorei essa poesia.
    talvez porque, quando pequena, a esperança para mim eram os vagalumes que apareciam no natal e me prometiam um ano novo mágico e iluminado…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s