A casa antiga

Vivia em conserto,
a casa antiga.
Mudavam as telhas,
compravam madeira,
renovavam as ripas,
ajeitavam a cumieira.
 
A casa antiga, apenas
25 metros quadrados,
era tudo que restara
do passado, da família,
na vila, na vida. E não havia
outro modo de ter um teto.

Feito enxurrada, mais
e mais trocados iam
na eterna reforma.
E as janelas caindo,
o beiral carcomido, 
o caibro, a terça, o pendural.

E pedreiros amigos
visitando as lojas,
carro cheio de tijolos,
meio torto, e a casa antiga.
De nada adiantava
pintar paredes e portas
pôr cores sóbrias,
caprichar na tinta.

A cada chuva, o mofo
brotava do invísivel,
esparramando, negro,
venenoso visgo, engolindo
todo esforço de mudança
e viço. Eram fantasmas,
ou memórias, que escorriam,
corroendo as novas vigas.

Até tornar ir embora imperativo.

Anúncios

9 comentários Adicione o seu

  1. aeronauta disse:

    Que sincronicidade! As casas antigas retornam…
    Essa era na cidade grande, cheia de passado e fantasmas…

  2. sandro disse:

    Quem vivia em conserto feito a casa antiga? A casa nova? “Eu” ou “ela/e”? Todos? Nenhum deles? Não sei se “peguei”, mas a primeira estrofe me tocou de cara e gostei muito. bj
    Mexendo ainda, meio rascunho. Dei uma mudada no início. Vê se ficou melhor…

  3. GRANDE!Estou levando…

  4. Nilson disse:

    Um concerto de casas antigas, ora pois. Beleza de construção, Kátia!
    E ficou lindo no Blag, os dois textos juntos.

  5. Érica disse:

    Lindo e profundo! Bjs
    Grata, anjo

  6. Janaina Amado disse:

    Li este seu poema lá do Nilson, tô vindo de lá, Madame K. Gostei muitíssimo, me comoveu. Beleza.
    Madame J
    Gostei do Madame J. Valeu demais, Janaína.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s