Mariana

 

Lembro do dia do nascimento dela, 6 de outubro de 1988, no Hospital Evangélico, em Brotas. Meu cunhado pálido de emoção. Em poucos dias, aquela coisinha loura lá em casa. Morávamos na Ribeira, num sobrado, e eles ficaram conosco por um tempo. Ela mobilizava as atenções, as emoções. E é assim até hoje. Quando nasceu, eu tinha exatamente a idade que ela completa daqui a uma semana. Vinte anos. Uma idade linda de se ter e de se ver. Ela já foi bailarina e ginasta, já viajou muito (conhece até a Bulgária), possui uma coleção inacreditável de medalhas, está fazendo o curso livre de teatro e canta incrivelmente bem. Hoje, cantou lindamente para mim “Me and Bob MgGee”, de Janis. Para ela, a bênção é incondicional. Para ela, peço diariamente a proteção de todos os anjos.

Anúncios

6 comentários Adicione o seu

  1. Mônica Menezes disse:

    Lindo texto. Lindo amor dessa tia poetisa . Bjs.
    E sem filhos, né, infelizmente.

  2. A família é tudo. Que ela receba sempre a benção de todos os santos. Seu desejo já é uma prece.
    Amar envolve esse desejo de proteção, que na verdade escapa de nossas mãos.

  3. Ives Röpke disse:

    Mariana é linda, estilosa, de talentos múltiplos e consegue cativar qualquer pessoa. Ontem, mais uma vez eu fiquei observando o tanto de juventude e, ao mesmo tempo, o tanto de delicada precocidade que ela possui. Desde muito pequena Mari é assim (lembro das inspiradas apresentações de ballet que ela fazia nos finais de ano da Compasso). O mais impressionante, contudo, é que a precocidade nunca a fez envelhecer. Pelo contrário. Sua afilhada e, devo dizer, uma das minhas sobrinhas prediletas, tem o dom natural de surfar pela sórdida velhice do mundo e de se rejuvenescer mesmo quando revisita o passado. Ao cantar Janis Joplin de forma tão bela e pessoal ela simbolicamente nos sussurrou isso.
    Conversamos tão pouco naquele dia, pena. Sua filha está linda. Um amor!

  4. aeronauta disse:

    Achei lindo o texto, de uma ternura muito grande.
    Ternura que dói

  5. Ari Coelho disse:

    Eu também achei bonito demais. Deve ser assim essa menina Mariana. Eu tenho uma Mariana também que nasceu inda outro dia e que em novembro vai me dar um neto. Beijos para as Marianas, as Marias, as Ana e as Kátias.
    Valeu, Ari. Tão bacana ter gente nova na família e família é mais que laços de sangue.

  6. martha disse:

    Um beijo para Bárbara, mãe de Mariana.
    Minha queridíssima irmã mais velha! Boa lembrança!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s