(Ontem, 12, Luís Antonio Cajazeira Ramos fez aniversário. Não fui até a casa dele, comer o bolo preparado com carinho por sua mãe. Perdi. Mas aqui no “Madame” nada se perde)

Anúncios