Sem muita coisa bacana para postar, sem inspiração. E gripada (a cabeça pesa meia tonelada). Fico até com vergonha das últimas postagens. Só tranqueira. Mensagens íntimas, poesias antigas, dança do quadrado, indignação. Vontade de dar um tempo. Talvez, mais um pouco. Vou pensar.

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. blag disse:

    Kátia, e quem consegue blogar todo dia? E quem disse que é problema postar aquele belíssimo poema sobre sua avó? E quem disse que nós, madamedependentes, vamos concordar se vc der um tempo? E quem disse que tranqueira não pode?

  2. martha disse:

    Deixa o blog lhe levar…
    como diria nosso sábio Zeca Pagodinho.

  3. Marcus disse:

    Porra,eu estava lá embaixo comentando a oração de Jorge e quando chego aqui em cima encontro esta nova ameaça. Volto a repetir, não se atreva, você não tem mais este direito. Vá lá, admitamos que sejam tranqueiras. Não são. Mesmo assim, não tem coisa mais deliciosa do que a gente ver nossas traqueiras nas tranqueiras alheias.

  4. Mônica Menezes disse:

    Eu gosto muito do que você chama de tranqueiras. Reconheço-me nelas. Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s