Até a semana passada, eu desconhecia completamente a “Dança do Quadrado”. Como sempre, minha sobrinha de 11 anos veio em meu socorro, corrigindo essa grave falha. Mas, pensando bem, só falta atualizar a letra: “Ado, ado, Daniel Dantas, no seu quadrado. Ado, ado, Gilmar Mendes, no seu quadrado. Ado, ado, Eike Batista no seu quadrado…”

Anúncios