Ave Maria, cheia de ternura
Rogai por nós, eternos pecadores
Amenizai um pouco as nossas dores
Trazei-nos fé, em nossa desventura…

Ave Maria, deusa de doçura
Cheia de graça, mãe dos sofredores
Bendita sois, nos céus e nos andores
A nos guiar no vale da amargura…

Ave Maria, deusa onipresente
Que abençoais o mundo indiferente
Ao vosso olhar de compaixão e amor…

Bendita sois, Maria, Virgem Santa
Em vossa graça eterna e sacrossanta
Em vosso manto etéreo e protetor…

Gosto muito de orações. Esta “Ave Maria”, de Aramis Ribeiro Costa, está no livro “Espelho Partido”. Peguei no blog de Gerana Damulakis, o Leitora Crítica.

Anúncios