Fui mostrar pra minha sobrinha de 10 anos o que eu gostava quando tinha a idade dela. Júlia ficou pirada com um vídeo de Dee D Jackson que fez o maior sucesso em 1978 e que achamos no Youtube. “Automatic Lover”. Ah, eu era louca pelo robô tosco que dançava com a cantora. Aliás, eu era louca por qualquer robô aos 10 anos. Era fã, por exemplo, do adorável R-9 de “Guerra nas Estrelas”, meu sonho de consumo na época. Tentei construir inúmeras cópias dele com latas, molas e outros trecos. Acho que nós éramos mais ingênuos que as crianças dessa geração, sei lá.

Adoro conversar com a minha sobrinha de 10 anos, trocar idéias e rir. Rimos muito, inclusive das inúmeras gafes que cometo por distração. No Youtube, achamos também um vídeo do “Programa Carlos Imperial”, de 1979, com uma cantora chamada Bianca, “a roqueira do Brasil”, uma Pitty bem feinha e que gritava pra caramba, fingindo tocar guitarra. E vimos até Miss Lene no Silvio Santos, com aquela touquinha de crochet inacreditável. Tanta música brega, meu Deus! Hoje tenho uma ternura imensa por elas.

Anúncios