junho 2008


Quer um motivo a mais para pichar a autora do blog? Vá ver “Batata!”, que estará em cartaz no Teatro Vila Velha (Passeio Público) nos dias 4, 5 e 6, às 20 horas.

Dor de cabeça, gripe, manhã de segunda, Garfield, espreguiço a alma e vou trabalhar. Minha mãe tem lido “O Segredo”, por indicação de uma vizinha. Quando ela pediu para comprar, confesso, torci o nariz. Mas a verdade é que o livro faz milagres. Minha mãe voltou a fazer planos e a desejar coisas. Até a saúde melhorou. “Cuidado com o que você deseja, porque você pode conseguir”. Parece uma máxima chinesa. É apenas a propaganda de um filme banalíssimo dos anos 80, “A Dama de Vermelho”. Se acredito na lei da atração? Não sei se alguém pode simplesmente aprender a desejar. Trata-se de mobilizar uma força mental estupenda. Não é como valer bem pouco (e saber disso) e vender-se aos outros como um produto raro e caríssimo. É algo bem maior e envolve uma noção precisa daquilo que se é (ainda que pouco) e daquilo que se quer (por maior que pareça). 

Quando ontem adormeci
Na noite de São João
Havia alegria e rumor
Estrondos de bombas luzes de Bengala
Vozes, cantigas e risos
Ao pé das fogueiras acesas.

No meio da noite despertei
Não ouvi mais vozes nem risos
Apenas balões
Passavam, errantes

Silenciosamente
Apenas de vez em quando
O ruído de um bonde
Cortava o silêncio
Como um túnel.
Onde estavam os que há pouco
Dançavam
Cantavam
E riam
Ao pé das fogueiras acesas?

— Estavam todos dormindo
Estavam todos deitados
Dormindo
Profundamente.

(Este poema de Manuel Bandeira resume bem o sentimento de minha mãe em relação ao São João, quando ela lembra de meus avós na fazenda e das grandes festas celebradas em sua infância).

Foto: Divulgação

No ano passado, ele ficou em segundo lugar. Desta vez, não teve pra ninguém. O cristado chinês Pee Wee Martini deixou todos os favoritos para trás e foi eleito o cão mais feio do planeta. E já virou celebridade: tem até página no myspace. Olha a língua, Marcus (acho que contou pontos a favor). Aliás, a cara dele parece um quadro de Picasso.

Fotos: Divulgação

Como publicamos aqui no “Madame” o resultado do concurso do ano passado, vencido por Elwood (o galã aí de cima), resolvemos presentear nossos visitantes com as fotos de três dos finalistas da edição 2008 do cão mais feio do mundo (pescadas no G1). Os favoritos são Squiggy, Rascal e Buster, essas figurinhas fofas aí embaixo. O vencedor será conhecido amanhã.

Um dia cheio. Idéias tomando a forma de páginas coloridas. Volto pra casa. Preciso levar meu carro ao conserto. Aliás, não me faltam consertos. Alguém, aí, quer comprar uma geladeira? Minha sobrinha de 10 anos está gripada. Minha irmã está tendo aulas na faculdade de direito. Meu cunhado passa e a deixa conosco. Damos meia novalgina para a febre. Assistimos, juntas, séries no Nickelodeon. Minha sobrinha dorme antes da novela. Não gosto do nome, “A Favorita”, mas gosto do enredo. Sinceramente, acho que João Emanuel Carneiro é um cara corajoso. Estrear no horário nobre da Globo com trama tão brega. As protagonistas são cantoras sertanejas que formavam uma dupla e, hoje, são inimigas. Gênio. E a nova trama de Tiago Santiago na Record? Continuação de “Caminhos do Coração”, repleta de mutantes toscos. Alcançou 30 pontos fácil, fácil. Os tempos são outros. Há uma geração de novos autores, na faixa dos 40, surgindo, mas não exatamente renovando a teledramaturgia. Sou apaixonada por novelas desde criança e acompanhei de perto, capítulo por capítulo, a trajetória de sucesso da maior autora brasileira do gênero. Não me considero saudosista, mas adoro rever as aberturas. E está tudo lá, no baú do Youtube. Além das aberturas, cenas marcantes de quase todas. Achei até essa, trama fantástica, música de João Bosco: “O Astro”, de Janete Clair, que fez o Brasil o ficar intrigado diante do assassinato do milionário Salomão Ayala (Dionísio Azevedo).

Próxima Página »