março 2008


imagem.jpg  Naomi Watts em Cidade dos Sonhos

Um ideário futurista no bolso
e o desejo de ser Deus,
a providenciar a noite perfeita
para esquecer as chaves de casa.

Um segredo, após mil indiretas,
e a certeza de que amar seria o certo,
o acerto, a entrada pros mistérios.

O império do medo,
com suas flores amarelas,
e os seus lábios com o mesmo vermelho

de uma tentação que espera,
armando seu disfarce santo, e desespera
ante a queda do encanto.

Uma gripe fortíssima me pegou na quinta-feira. Há tempos não me sentia tão péssima. Febre de delirar, suores frios, tremores, um horror. E os médicos nada esclarecem. O que me examinou na sexta-feira, só descartou pneumonia. A que me atendeu no sábado disse apenas que não era dengue. Fiquei na base do paracetamol e do amor de mãe.  E, na sexta, para completar, era aniversário de Érica. Sequer pude ir na casa dela. Uma tristeza. Felizmente, no sábado, ela veio me ver e trouxe um delicioso pedaço de bolo e a claridade da sua presença. Os dias de doença me fizeram pensar sobre blogues e máscaras. E percebi que a estrada que seguimos na literatura é absolutamente solitária.

Meu amigo Luís mandou para mim 30 regrinhas para escrever bem. Foram criadas por um desses anônimos da internet. O barato de cada sentença é que ela é escrita com os erros que condena. Como o texto é longo, publico apenas 10. Não passa de uma brincadeira, sem pretensões de manual.

Para escrever bem…
1. Evite ao máx. a utiliz. de abrev.
2. É despiciendo fazer-se empregar de um estilo escritural demasiosamente rebuscado, num esmero nímio e exabundante, que raia o ostentatório e narcisístico.
3. Lute para anular literalmente o atolamento de letras em aliteração.
4. não esqueça as maiúsculas no início das frases.
5. Evite lugares-comuns como o diabo foge da cruz.
6. O uso de parênteses (mesmo quando for relevante) costuma ser desnecessário.
7. Estrangeirismos estão out; palavras de origem portuguesa estão in.
8. Evite o emprego de gíria, mesmo que pareça jóia, sacou?… Então, valeu!
9. Palavras de baixo calão, porra, podem transformar seu texto numa merda fodida.
10. Nunca generalize: generalizar é um erro em todas as situações.

filhote.jpg

Desconfio de que existem cães que são anjos da guarda. Esse aí mora lá em casa.

atgaaaccvzza3xmsgnkt2a7r5cszxpi5x3ucrxwpo3bze0k-c-emo_ydofb1oozhx7fxtuzugsgemi1v2rdndwgbnhdvajtu9vblokyypxvsbjz1zcwqhl3fkbp_mw.jpg

Uma das primeiras fotos de divulgação da peça, que estréia dia 4 de abril, às 21 horas, no Martins Gonçalves (Escola de Teatro da Ufba, no Canela).

chapter27.jpg
Jared Leto engordou 28 quilos para viver Mark Chapman no cinema. O filme mostra o crime pela ótica do assassino.
    Sossega, coração! Não desesperes!
    Talvez um dia, para além dos dias,
    Encontres o que queres porque o queres.
    Então, livre de falsas nostalgias,
    Atingirás a perfeição de seres.
    Mas, pobre sonho o que só quer não tê-lo!
    Pobre esperança a de existir somente!
    Como quem passa a mão pelo cabelo
    E em si mesmo se sente diferente,
    Como faz mal ao sonho o concebê-lo!
    Sossega, coração, contudo! Dorme!
    O sossego não quer razão nem causa.
    Quer só a noite plácida e enorme,
    A grande, universal, solente pausa,
    Antes que tudo em tudo se transforme.
    Fernando Pessoa, 2-8-1933.

Próxima Página »