Por um ângulo

O ano é 1997. Madrugada de sábado em São Paulo. Cinco ladrões invadem o Bodega, reduto de artistas e jovens de classe média alta no bairro de Moema. Um rapaz é atingido no braço por um tiro ao sair do banheiro. Outros dois  têm menos sorte. São baleados e mortos. A sociedade desperta da habitual…

Uma passagem para Marte

Gosto de mim. Eu me namoraria. Me daria um tempo até para emagrecer. Ah, eu juro que teria essa paciência comigo. Pesaria apenas as minhas qualidades. Uma pessoa bacana assim não se ama todo dia. E ainda mais com tanta modéstia e humildade. E sabe das coisas. Ah, como sabe! Se eu fosse de áries, então, sem…

Chico Pinto: um silêncio, uma palavra

Leito de hospital. O ex-deputado federal Chico Pinto tem uma revista à mão e interrompe a leitura ao menor barulho da porta. “Rapaz, eu estava mesmo lhe procurando!”. Deseja registrar nossos papos informais sobre sua vida pública, antes que seja recolhido pelo silêncio. Melancolia e inquietação, três horas e meia de depoimento. Esbarro em um…

Guilherme

Tenho feito um grande esforço para manter a regularidade do blog. Talvez por essa razão, os textos estejam mais confessionais. Poesia, que é bom, nada. Aí falo de outro tipo de lirismo, o da vida mesmo. Com afetos perdidos para a morte, desafios profissionais, pequenas tristezas e derrotas, alegrias de final de semana. Enfim, falo de mim….

Praia

Coisas tristes pedem certa resistência. Assim, quando a vida fica quase insuportável, vou à praia. Mesmo se é Inverno. É a minha maneira de mandar as dificuldades a merda. Foi o que fiz no sábado. Voltei leve, como quem coloca a cabeça na janela e percebe a existência plena da paisagem. Já me conferi, pedaço por pedaço, e…

Subornos de chocolate

Foi Barata quem me apresentou aos Smiths. Ele me deu “Hatful of Hollow”, discão de vinil que passei a ouvir o dia inteiro. Era o final da década de 80 e as boas amizades surgiam do nada. Barata, por exemplo. Nem lembro como foi. Só sei que ele conhecia Joca e Guilherme e que os…

Tudo está interligado

Katherine Funke me ofereceu incensos budistas hoje. Varetinhas verdes de aroma delicado. E eu fiquei imensamente grata e feliz, pois ela sem saber me trouxe uma mensagem do universo: “paz interior no tumulto do mundo”. Podem me chamar de louca, mas não acredito que nada aconteça por acaso. Tudo se move interligado no tecido do…

Nossa senhora do silêncio

Mãe do silêncio e da humildade, tu vives perdida e encontrada no mar sem fundo do mistério do Senhor. Tu és disponibilidade e receptividade. Tu és fecundidade e plenitude. Tu és atenção e solicitude pelos irmãos. Estás revestida de fortaleza. Resplandecem em ti a maturidade humana e a elegância espiritual. És senhora de ti mesma…

Nossa senhora dos esquisitos

Para a senhora, minha santa, é que rezo todo dia, acendo velas, faço romarias, Nossa Senhora dos Esquisitos Clareia meus passo na Terra, desarmai o arco e flexa, nas mãos de meus inimigos E amparai, ó estranha santa, aqueles que são benditos na legião que a segue, até onde os caminhos se perdem, ou desembocam…

Aos meus amigos

“Queridos Amigos” alcançou apenas 23 pontos na estréia. Possivelmente, reflexo da baixa audiência do “BBB 8”. O texto é uma adaptação de “Aos meus Amigos”, romance de Maria Adelaide Amaral, também autora da minissérie. Nascida no Porto, Portugal, criada no Brasil desde os 12 anos, a escritora, formada em jornalismo, começou a produzir teledramaturgia em…

Tatibitati

Estou reaprendendo a falar. Descobri na fonoaudióloga que minha voz sempre foi limitada pela timidez. Por exemplo, não abro muito a boca e não articulo bem as palavras. A intensidade com que falo é, no máximo, a necessária. E a finalização das frases também precisa ser trabalhada. Tudo depende de afinar a aparelhagem. A fonte…