Um poema de Emily Dickinson

Tive uma jóia nos meus dedos –
E adormeci –
Quente era o dia, tédio os ventos –
“É minha”, eu disse.

Acordo – e os meus honestos dedos
(foi-se a Gema) censuro –
Uma saudade de Ametista
É o que eu possuo.

Tradução: Augusto de Campos

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. aeronauta disse:

    Amo Emily Dickinson, bom encontrá-la por aqui. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s