10-01-08_15211.jpg

Os meninos de Lençóis é que sabem negociar informação. Por 2 reais, levam você a qualquer canto. Por 20 reais, colocam um mapa da Chapada na sua mão. De volta da viagem, fui ver Chico Cesar no Parque da Cidade (encontrei Fabiana, Franciel e Berna) e, de tarde, assisti ao filme “Meu Nome Não é Johnny” no Multiplex do Iguatemi com Érica. É, o período foi curto mesmo e nem passei perto do Capão. Sério. Ficamos em Lençóis, numa pousada bacana, mas de acesso complicado. Fomos a Iraquara, ao Pai Inácio e a Boninal. Conheci o rio Pratinha, gelado e belíssimo. Que região! Ficou a vontade de voltar e voltar e voltar. Na noite passada, gente, amarguei uma insônia péssima. O dia amanhecendo e nada de o sono chegar. Quando adormeci, tive um pesadelo terrível. Andava numa rua estranha e escura, de madrugada. De repente, aparecia um cachorro e ele disparava na minha direção. Eu sabia que ele iria me morder, mas ficava parada e apenas usava a bolsa instintivamente como proteção. Em vão. Ele me pegava bem na perna. Acordei e liguei a TV. Estava passando uma maratona da última temporada de “Friends”. Fiquei assistindo até o dia clarear totalmente. Havia postado um mosaico de fotos que fiz com meu celular (a máquina digital pifou), mas achei que as imagens ficaram pequenas e nem dava para ver a beleza. Deletei. Vou postar uma única foto que resume tudo. O aniversário foi bacana e simples, um banho de água de rio para renovar as energias. Não dói fazer 40, mas a gente pensa muito no que pretende fazer dos próximos 20 (sendo otimista, claro). Sinceramente, ainda não sei. 

Anúncios