Penso em vocês, enquanto atravesso
a baía de todos os santos sozinha
num velho ferry boat. Tempos de sonho,
sacolejando numa Kombi até Barra Grande.
E de amigos desgarrados, agarrados
uns nos outros, curtidos em inacreditáveis
garrafões de vinho. Éramos jovens
e nossas vidas pareciam um curta alternativo,
ou um longa de cinema indie. Penso em vocês,
enquanto atravesso a vida, as pistas, num fox.
Tempos de sono, e de acordar bem cedo
no dia seguinte, e de cartão de ponto,
e de vinho caro que não deixa ninguém alto,
e de barras grandes nada divertidas.

Anúncios