Meu filho não existe, só em sonho. Com os olhos doces e tristes de Cecília. Me olha como se aguardasse um gesto que o salve, que o recolha, que diga sim. Mas meu filho não existe, só em sonho. E acordo ainda com ele no meu colo, com seu calor, com seu cheiro de infância ardendo nas narinas. E o desejo de que realmente exista.

Anúncios