Finalmente Márcia Rodrigues está oferecendo seu Sarapatel em outra freguesia, sim, o wordpress. Ficou bacana. Fui ver Ro Ro no TCA, sábado. Ângela continua ótima como cantora e compositora, mas as piadas são um horror. E olhe que ela está sóbria há oito anos! Contei três músicas erradas, que ela teve que recomeçar. Até no bis, “Amor, meu Grande Amor”, ela entrou errado. E ainda cometeu uma gafe, quando fez gracinha com o “Cansei”, certamente, ignorando que Jesus Sangalo, produtor do show, foi um dos criadores do movimento. O público, predominantemente gay, mal lotou a parte de baixo da sala principal. Saí de lá pensando na relação entre os artistas e a fama. É que uma das poucas coisas sérias que Ro Ro falou foi sobre a cantora cubana Omara Portuondo, que iniciou a carreira em 1945, mas sente estar recomeçando sempre. Exatamente como Ro Ro, que tenta emplacar um sucesso nas rádios ou em alguma novela. E falamos de uma das melhores compositoras do País.

Anúncios