Meu amigo, adivinho quando você passa
e um silêncio esquisito senta conosco na mesa do bar.
É quando um vento frio sopra sobre nossos ombros
e alguém recita, de repente, um verso de improviso.
Mas tudo é sombra. Eu não estava contigo na hora do tiro,
nem quando o assombro de saltar da vida
arregalou seus olhos. Eu não estava contigo.
Apenas guardei uma foto sorridente, e a certeza
de que há vida inteligente do outro lado da vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s