Leio blogs de amigos e me admiro: como escrevem.
Longos contos, capítulos de romances, grandes cartas para amigos desconhecidos.
Leio blogs de amigos e me admiro: como escrevem.
Sem desanimar da pena um segundo.
Sem perceber, talvez, que, mesmo à mercê da tecnologia, estamos todos condenados
a tomar da pena algum dia.

Anúncios